Seguidores

quarta-feira, 30 de junho de 2010

CQC à procura de políticos ficha limpa

Antônio Pedro de Siqueira Índio da Costa (DEM-RJ), 39 anos-Vice de José Serra

 

CONVOCADO PELA POESIA

Em entrevista à revista cultural Dicta&Contradicta, o poeta Ferreira Gullar, prêmio Camões deste ano, fala de seu processo de criação e de seus anos de engajamento – e desilusão – na política
Engajamento
Quando escrevi romances de cordel na época da ditadura, queria fazer mais subversão do que arte. Estava usando a minha poesia para fazer política. A preocupação principal era levar as pessoas a ter consciência dos problemas sociais, como a reforma agrária, as favelas, a desigualdade. Não havia uma preocupação estética. (…) Lembro-me de quando fomos, com o Centro Popular de Cultura, à favela da Praia do Pinto, para fazer um espetáculo, um auto antiamericano, anti-imperialista. Quando chegamos lá, todos os adultos foram embora, ficaram só as crianças ouvindo o Vianinha (o dramaturgo Oduvaldo Vianna Filho) berrar contra o imperialismo. Olhava aquilo e ficava pensando: “O que é isso? Pregando o anti-imperialismo para menino de 5 anos na favela da Praia do Pinto?”. Isso foi a um mês do golpe de 1964. Comecei a perceber que a ideia de fazer arte com baixa qualidade só para atingir o povo era falsa.
Enganos da esquerda
Vivi a experiência da União Soviética, em Moscou, e depois vivi o drama e a derrota do (presidente) Allende no Chile – eu estava lá quando ele foi derrubado. Tudo isso me levou a ter uma visão crítica em relação à revolução, em relação às coisas em que nós acreditávamos, aos procedimentos que adotávamos. Aprendi que a coisa era muito mais complexa do que imaginávamos. Sonhávamos em chegar ao poder – e então chegamos ao poder no Chile, com Salvador Allende. E aí? O que aconteceu? Houve uma grande confusão: as esquerdas não se entendiam. Os radicais queriam obrigar Allende a fazer o que não podia ser feito – o que ele sabia que não podia fazer, porque seria derrubado. No fim, foi a própria esquerda que causou a queda de Allende. Aquilo me deixou arrasado. Sacrifiquei minha vida, meus filhos, para me meter numa confusão dessas.
Comunismo
Um professor meu de economia política marxista lá em Moscou me disse o seguinte: “Você sabe quanto tempo levou para que em Paris houvesse, todo dia, às 8 da manhã, croissant para todo mundo, leite para todo mundo, pão para todo mundo, café para todo mundo, e tudo saindo na hora? Alguns séculos”. A revolução desmonta uma coisa que os séculos criaram. Agora, o Partido resolve, e não vai ter café, não vai ter pão, leite, nada. Resultado? Trinta anos de fome na União Soviética. Você desmonta a vida! E havia outra porção de erros: afirmavam que quem faz a riqueza é o trabalhador. Mentira! O trabalhador também faz isso, mas, se não existe um Henry Ford, não existe a fábrica de automóvel e não vai ter emprego para você. Nem todo mundo pode ser Bill Gates, nem todo mundo pode inventar uma coisa. Marx está correto quando critica o capitalismo selvagem do século XIX. Quando propõe a sociedade futura, está completamente errado.
A íntegra, nas bancas

Pão e circo e os ratos na cozinha

Museu da Cretinice Nacional

Por Augusto Nunes
Entre os melhores-piores instantes de Dilma Rousseff no Roda Viva, Celso Arnaldo separou o que será eternizado numa placa de bronze ao lado da entrada do Museu da Cretinice Nacional, obra prevista no PAC 171. Em letras garrafais (e desenhos, para que Lula entenda o que está escrito), será reproduzido o seguinte momento histórico:

É sabido que Dilma, quando fala sério, é uma piada. Quando brinca, é uma tragédia.
Nos momentos derradeiros do Roda Viva de ontem, já num clima mais descontraído, o Sérgio Dávila, editor da Folha, pergunta a ela se prefere ser chamada de presidente ou presidenta:
– Cê sabe que há uma polêmica, Sérgio, sobre isso. Uma polêmica que é a seguinte. Tem gente que fala, então, você, outro dia fala assim, então se é presidenta, cê vai chamar agora motorista de motoristo, entendeu? Já tá dando toda a, vamu dizê assim, a polêmica que a gente tava esperando que desse.
Os jornalistas do Roda Viva riram – não pela piada, mas certamente pela grotesca analogia.
Mas faz sentido: com Dilma presidenta, os colegas da VPR passarão a ser chamados de terroristos; os aloprados do PT, de vigaristos.
Dilma às vezes soa como dementa.
Assista:

CARROAVIÃO

Carro que vira avião em 30 segundos é aprovado nos EUA

A Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos aprovou a produção de uma aeronave também preparada para andar como um carro nas ruas

A íntegra, AQUI:

Assista:

terça-feira, 29 de junho de 2010

"A saúde no Brasil está chegando a perfeição!" Lembram quem foi o imbecil que disse isso???


Acabei de sair de uma unidade do SUS, onde fui levar uma pessoa para uma consulta, após a consulta(muito bom o médico), o médico passou uns exames a serem feitos.
Voltamos ao balcão de atendimento para marcar os exames, que eram em caráter de urgência, prontamente a atendente(gostei da sinceridade), falou, é melhor que vocês façam em um laboratório particular porque pelo SUS vai demorar de 30 a 60 dias para ficar pronto.

Maravilhoso, é a perfeição chegando, pensei.
Pobre povo, roubado, explorado, manipulado...,

Um vice para incendiar o Sul do país.

Álvaro Dias(PSDB-PR), potencial candidato a vice-presidente pelas oposições, é o homem com o sotaque ideal e a trajetória certa para incendiar o Sul do País. César Maia (DEM-RJ) que não se preocupe com o sotaque do Álvaro no Rio de Janeiro e que assuma o compromisso de conquistar os votos que Serra necessita no seu estado, amassando barro junto com o seu filho, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pois é isso que o Brasil espera.  O Sul tem um contingente de 20 milhões de votos, historicamente contrários ao petismo e ao próprio Lula. Em 2006, no primeiro turno, a oposição abriu uma vantagem de 4 milhões de votos na região, com Geraldo Alckmin. Álvaro Dias tem história e trajetória para elevar esta diferença para 7 milhões de votos, pois é um político 24x7, que não descansa um minuto. É o "cara" para coordenar a oposição no Sul do país. Para correr cada canto da região com o seu discurso agressivo, verdadeiro e transparente que os gaúchos, catarinenses e paranaenses exigem e entendem. Álvaro Dias pode agregar mais 3 milhões de votos no Sul em relação a 2006, sim. Assim como Aécio Neves e Geraldo Alckmin podem, juntos, agregar outros 5 milhões de votos em relação à eleição passada, o que dá 8 milhões de votos a mais apenas no Sul e Sudeste. No Sul, damos um boi para não entrar na briga e uma boiada para não sair. Precisamos de alguém com a nossa cara e a nossa coragem para defender os interesses da região. Precisamos de uma voz que se levante contra o abandono que a região sofreu nos últimos 8 anos.Agora temos. E vai ser uma enxurrada. De votos!

Fonte: blog do Coronel

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Aguardem o pior

Por Olavo de Carvalho

Aguardem o pior, e não serão decepcionados


Não faz sentido querer que o Estado, o governo, a classe política tenham um nível de moralidade mais elevado que o de seus fiscais e críticos – os intelectuais e a mídia.


Ninguém jamais refutou a tese de Reinhold Niebuhr, exposta em Moral Man and Immoral Society, de que a sociedade e sua representação estatal se permitem necessariamente condutas que, no indivíduo, seriam condenadas como imorais.


O crítico que se ergue contra a corrupção estatal tem portanto a obrigação de ser mais exigente para consigo próprio do que para com o objeto da sua crítica.


No Brasil, a maior prova da imoralidade geral não é o sucesso da máquina de corrupção petista: é a presunção de impecabilidade angélica com que aqueles que ajudaram a construi-la falam contra ela no tom de vítimas inocentes e não no de cúmplices arrependidos.


O primeiro passo para a institucionalização do gangsterismo estatal neste país foi a destruição da moral tradicional e sua substituição pelo aglomerado turvo de slogans e casuísmos politicamente corretos que, por vazios e amoldáveis às conveniências táticas do momento, só servem mesmo é para concentrar o poder nas mãos dos mais cínicos e despudorados.


Quando as noções simples de veracidade, honestidade e sinceridade são neutralizadas como meras construções ideológicas e em lugar delas se consagram fetiches verbais hipnóticos como “justiça social”, “inclusão”, “diversidade”, que mais se pode esperar senão a confusão geral das consciências e a ascensão irrefreável da vigarice?


E como evitar o embotamento moral, quando duas gerações de estudantes são vampirizados por professores insanos, que, após ter proclamado a total inexistência da verdade, saem no instante seguinte arrogando-se a credibilidade absoluta do discurso veraz e reprimindo como “autoritária” qualquer veleidade de enxergar nisso uma contradição?


Quem, entre os jornalistas e intelectuais, pode honestamente dizer que não contribuiu para essa imbecilização em massa, celebrada ao longo dos anos como um avanço meritório da “consciência crítica”?


Quem, entre eles, reconhece agora no descalabro petista o fruto das suas próprias ações, em vez de ocultar seu passado sob feiúras alheias que já não se pode mesmo camuflar?


Quando no começo dos anos 90 se lançou entre fanfarras triunfais a “Campanha pela Ética na Política”, que fui o único a denunciar como ardil maquiavélico inventado para prostituir a ética no leito da política, o destino do Brasil estava selado: beatificar os piores, erigi-los em modelos de boa conduta, projetar neles todas as esperanças de uma transfiguração redentora da nacionalidade e por fim entregar-lhes uma dose de poder maior que a de qualquer grupo político ao longo de toda a nossa História.


Quem, na época em que os Dirceus e Mercadantes brilhavam como apóstolos da virtude no picadeiro das CPIs, parou para examinar a moralidade intrínseca das suas acusações, não raro alimentadas pelo aparato de espionagem petista cuja mera existência já era então a ilegalidade estabelecida, a usurpação das prerrogativas do Estado pelo Partido-Príncipe auto-incumbido de exercer, nas palavras de seu guru Antonio Gramsci, “a autoridade onipresente e invisível de um imperativo categórico, de um mandamento divino”?


Quem, sabendo das ligações entre esse partido e as Farc, não julgou legítimo e moralmente defensável ocultá-las para não dar força aos Malufs e Magalhães, aos objetos de ódio pré-selecionados para servir de vítimas sacrificiais no grande espetáculo do rito purificador, oficiado entre discretos risisinhos e piscadelas de olho por um clero de espertalhões?


Muitos, hoje, apontam o dedo contra a corrupção governamental. Poucos, entre eles, são menos culpados dela do que o próprio Lula. Mais raros ainda os que têm a hombridade de limpar-se antes de mostrar a sujeira dos outros.


O teor geral da polêmica antipetista hoje em dia não prenuncia nenhuma restauração da moralidade, apenas mais um remake da farsa costumeira. Aguardem o pior, e não serão decepcionados.

domingo, 27 de junho de 2010

ALMA DE MULHER

Por Maria Lúcia Victor Barbosa

De qualquer modo, se Rousseff ganhar não teremos uma mulher na presidência da República


No discurso da convenção Rousseff prometeu que fará um governo como o de Lula, mas “com alma e coração de mulher”. O que será que a colérica Rousseff entende por alma de mulher?

Numa idealização da “alma de mulher” direi que podemos, entre outras coisas, sermos generosas, compreensivas, pacientes, atributos, aliás, inerentes ao maravilhoso dom da maternidade. No comportamento muitas de nós somos graciosas, sedutoras, sensuais, encantadoras no jeito de andar e falar. No dia-a-dia de muitas mulheres se encontram heroínas que amparam, consolam, lutam pela existência, protegem a família.

Nem todas possuem tais características, é claro. Existem mães que matam os filhos, megeras que infernizam a vida alheia, ignorantes que danificam suas vidas e a de outros, mulheres nada graciosas que andam com passadas de guarda de campo de concentração, sempre dando ordens com vozes desagradáveis feitas para o comando.

Parece, porém, que essa coisa de alma virou moda. Até Michel Temer disse que o “PMDB vai entrar em campanha com sua alma, e não apenas com seu raciocínio”. Alguns eleitores mais atilados conhecem bem a “alma e o raciocínio” de José Sarney, Renan Calheiros...

De qualquer modo, se Rousseff ganhar não teremos uma mulher na presidência da República. Como inferior e submissa ao homem ela apenas esquentará o lugar para Lula da Silva que pretende voltar em 2014. Assim os homens do PT traçaram sua manutenção no poder. E se a herança maldita pesar foi a mulher que não soube fazer como a “luz do mundo”. Afinal, só Lula da Silva tem alma.
A íntegra AQUI:

Lula e Dilma: o voto e a Copa

Por Villas-Bôas Corrêa
A ministra-candidata cumpria o ameno programa de uma visita a Aracaju e baixou o nível do debate para acusar como responsáveis pela calamidade “os governos dos últimos 20 anos, pois não havia governo para 100% da população, mas apenas para um terço, e é esta camada mais pobre que sofre as consequências”.
A ministra esqueceu de conferir as datas, para descontar dos últimos 20 anos os sete anos e meio dos dois mandatos do presidente Lula. E que não deve utilizar o pretexto para cancelar a visita às outras áreas devastadas pela chuvarada que ainda maltrata populações que não têm mais o que perder, além da vida.

A íntegra AQUI:

Prêmio de melhor desenho latino-americano sobre a copa


Para assistir, Aqui:

Pelé, inigualável..., bela homenagem!!!

sábado, 26 de junho de 2010

Palhaço das perdidas ilusões!

Por Carlos Vereza

Que melancólico,a degeneração de um caráter...Na convenção que confirmou o nome de Dilma como candidata á presidência da republica,presenciamos patéticas figuras, sorrisos caninos,esgares sonambúlicos...Suplicy(o puro...)o bigode canalha do Mercadante e seus dossiês...crachás em pescoços curvados...nenhum questionamento, a servil aceitação de uma marionete enfiada goela abaixo dos dignos militantes...
Mortos também falam,sorriem,e até tiram fotografias...Cumplices de um rasteiro momento da nossa pobre estória, ausente de indignação, a rapinagem rateada em cargos comissionados,gerações anestesiadas,a convivência pastosa com ditadores, o poder como "ideal",como projeto de uma existência...E até tiram fotografias.
"O homem mau dorme bem",e mais grave:sonham!Imaginam-se mudando a ordem do mundo,
em seu proveito,claro...50 por cento do país sem esgoto,que importa?A divida interna na estratosfera,e daí? 20 milhões de analfabetos...O nióbio,na reserva Raposa do Sol,demarcada pelo sociopata,sem a necessária militarização da fronteira...Para quê?
Os indios "tomam conta...",com seus óculos paraguaios,febre amarela,utilitários importados, a gigantesca fronteira eternamente adormecida e desguarnecida, por onde passam monstruosas quantidades das mais variadas espécies de drogas,que destruirão a curto prazo, mentes e ideais jovens,sinistro parceiro da lavagem cerebral em doses cavalares,"nunca visto antes em toda a história do país!"
Pobre e precário povo,que se une apenas em copas mundiais,em escolas de samba e esperam, ansiosamente,pelas tardes de domingo,pelo resultado da loteria(a falta de outra coisa...)
Estudar,para quê? Futuros lupens, manobrados pela mais covarde e invasiva propaganda "vendendo" um Brasil virtual,desprestigiado internacionalmente, mercê de uma ridícula politica externa,"palhaços das perdidas ilusões..."

Que triste a degeneração do caráter...

O brasileiro Rui Barbosa

Por Ipojuca Pontes
A ação múltipla de Rui Barbosa desmonta o velho trololó marxista de que a história se move por meio da luta de classes e não pela vontade de homens (e mulheres) capazes e decididos.
Dotado de saber, caráter, energia, constância e sensibilidade, o Dr. Barbosa era um ser muito acima dos seus pares.

A íntegra AQUI:

Sponholz- Coisas do Brasil

Lula e o PT desprezam Santa Catarina

Do blog: aluizioamorim.blogspot.com



Lula vetou projeto do Senador Raimudo Colombo que previa um benefício importante para as populações atingidas pela castástrofe climática de 2008 que matou mais de 100 pessoas, destruiu centenas de casas e equipamentos públicos em Santa Catarina. Muitas pessoas estão até hoje sendo obrigadas a morar em casa de amigos e parentes.


No parecer contrário ao projeto de Colombo estava a assinatura do deputado Décio Lima, petista e ex-prefeito de Blumenau, uma das cidades seriamente atingidas pelas cheias e deslizamentos.


Neste vídeo o Senador Colombo explica tudo. Não deixe de ver!

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Passeio de helicóptero.

Do blog coturnonoturno.blogspot.com

Está previsto para hoje o tradicional passeio de helicóptero de Lula sobre as áreas devastadas de Alagoas e Pernambuco, depois de mais de uma semana de uma catástrofe que a Defesa Civil, sem dinheiro e sem planejamento, ainda não conseguiu dimensionar. Depois virão as promessas de dinheiro, recursos e apoio total. Santa Catarina já conhece o resultado. Está até hoje esperando o dinheiro prometido para a reconstrução de cidades devastadas pelas cheias de 2008. Na foto, Lula sobrevoa Itajaí , SC, destruída pelas enchentes.
.................................................................................
Aliás, ontem, Lula vetou a realização de um concurso extra da Megasena, aprovado pelo Congresso, cuja renda seria destinada às vítimas das enchentes de Santa Catarina, ainda de 2008, que continuam sem casa e morando em abrigos. Sabem por quê? Porque o projeto é de Raimundo Colombo, senador do DEM, candidato a governador em Santa Catarina. Este é o Lula.

Dunga II - O tsunami na Rede Globo

segunda-feira, 21 de junho de 2010 | 17:00
Fonte: Tribuna da Imprensa, 21 de junho de 2010

Circula na internet o seguinte texto de Jim Ignácio Muller, que nos foi enviado por Delmiro Gouveia:
Quem presenciou na noite de domingo o editorial do programa “Fantástico” da rede Globo, lido pelo repórter Tadeu Schmidt, há de ter compreendido todo o desespero que se apossou da “Vênus Platinada”, em relação ao técnico da seleção brasileira.
Chamando-o de “grosseiro, mal educado “ e outros mimos a mais, a poderosa estação do Jardim Botânico viu pela primeira vez em mais de 40 anos, um brasileiro desafiar seu domínio, e literalmente mijar na sua cabeça.
Recordando os fatos mais recentes, inconformado com a proibição das tais “entrevistas exclusivas” que só seriam concedidas à Globo, na sexta feira o Assessor de Imprensa da CBF levou ao técnico Dunga outro memorandum, dessa vez do próprio Presidente Ricardo Teixeira, solicitando que se ordenasse a abertura para que as tais “exclusivas” fossem concedidas.
Dunga então rasgou o memorandum na frente do Assessor de Imprensa e como a reclamação vinha diretamente por ordem da Todo-Poderosa sra. Fátima Bernardes, Prima Dona do jornalismo televisivo, Dunga foi mais uma vez taxativo :
- Diz pro Ricardo que se é o que ele deseja, que coloque essa senhora como treinadora da seleção, eu entrego meu cargo” !!!!
Lógico que o técnico permaneceu. Dona Fátima então, sentindo-se “desprestigiada”. alegou um problema de “cordas vocais” e teria tomado o primeiro avião retornando ao Brasil.
Na entrevista coletiva, após o jogo contra a Costa do Marfim, Dunga então resolveu “premiar “ os repórteres da rede Globo que lá se encontravam. Pela leitura labial ficou fácil identificar que ele chamou Marcos Uchoa de “chato” e Alex Escobar de “babaca” e “cagão”
E disse tudo. O sr. Marcos Uchoa com aquela cara de diarréia reprimida é realmente um chato de galochas, e o sr. Alex Escobar, metido a engraçadinho e a bobo da corte, é a própria imagem do babaca cagão.
Em razão disso tudo que foi descrito, o sr. William Bonner, absolutamente descontrolado, escreveu do próprio punho o editorial ridículo que foi lido no Fantástico.
Agora à tarde chega a notícia publicada no Portal do Lancenet que a FIFA punirá Dunga pelos fatos ocorridos. A rede Globo certamente está por detrás dessa punição covarde e canalha.
Dunga merece uma estátua em praça pública.
É o primeiro brasileiro vivo a desafiar publicamente a força e o poderio da rede Globo, numa competição de cunho internacional. Leonel Brizola já o fizera antes, mas em assuntos de política interna.
A seleção brasileira de 2010, muito mais que uma seleção, passa a ser o retrato fiel de seu treinador . Que o seu sucesso seja um insulto à podridão que reina nas hostes da emissora do Jardim Botânico.
Dunga mijou na rede Globo por todos nós.


segunda-feira, 21 de junho de 2010 | 17:13

Vejam Dunga dando uma de João Saldanha em cima da TV Globo
Circula na internet o seguinte texto de Jim Ignácio Muller, que nos foi enviado por Delmiro Gouveia:
O Jornal O Globo em sua primeira página da edição de hoje, quarta-feira 16 de junho de 2010, desce a lenha na seleção e principalmente no seu treinador.
Qual a razão dessa súbita mudança de comportamento ? Vamos aos fatos :
Segunda-feira, véspera do jogo de estréia da seleção brasileira contra a Coréia do Norte, por volta de 11 horas da manhã, hora local na África do Sul.
Eis que de repente, aportam na entrada da concentração do Brasil, dona Fátima Bernardes, toda-poderosa Primeira Dama do jornalismo televisivo, acompanhada do repórter Tino Marcos e mais uma equipe completa de filmagem, iluminação etc.

Indagada pelo chefe de segurança do que se tratava, a dominadora esposa do chefão William Bonner sentenciou :
“ Estamos aqui para fazer uma REPORTAGEM EXCLUSIVA para a TV Globo, com o treinador e alguns jogadores…”
Comunicado do fato, o técnico Dunga, PESSOALMENTE dirigiu-se ao portão e após ouvir da sra. Fátima o mesmo blá-blá-blá, foi incisivo, curto e grosso, como convém a uma pessoa da sua formação.
“ Me desculpe, minha senhora, mas aqui não tem essa de “REPORTAGEM EXCLUSIVA” para a rede Globo. Ou a gente fala pra todas as emissoras de TV ou não fala pra nenhuma…”
Brilhante !!! Pela vez primeira em mais de 40 anos, um brasileiro peitava publicamente a Vênus Platinada !!!
“ Mas… prosseguiu dona Fátima – esse acordo foi feito ontem entre o Renato ( Maurício Prado, chefe de redação de Esportes de O Globo ) e o Presidente Ricardo Teixeira. Tenho autorização para realizar a matéria”.
“ Não tem autorização nem meia autorização, aqui nesse espaço eu é que resolvo o que é melhor para a minha equipe. E com licença que eu tenho mais o que fazer. E pode mandar dizer pro Ricardo ( Teixeira ) que se ele quer insistir com isso, eu entrego o cargo agora mesmo!”
O treinador então virou as costas para a supra sumo do pedantismo e saiu sem ao menos se despedir.
Dunga pode até perder a Copa , seu time pode até tomar uma goleada, mas sua atitude passa à história como um exemplo de coragem e independência.
Dunga, simplesmente, mijou na Vênus Platinada ! Uma estátua para ele !!!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

A bofetada silenciosa

Augusto Nunes

Todo inimigo do meu inimigo é meu amigo, Lula ensinou a seus devotos. O rebanho aprendeu mais uma, comprova a histeria das ovelhas patrulheiras nos pastos da internet. A  imprensa é golpista de nascença e a TV Globo insiste em convidar Dilma Rousseff para um debate. São, portanto, inimigas de Lula. O técnico da Seleção declarou guerra aos jornalistas em geral e aos repórteres da Globo em particular. É, portanto, inimigo dos inimigos do chefe. E isso o transforma em amigo de Lula, certo?
Não necessariamente. A campanha pela canonização de Dunga é desautorizada pela foto que documenta o último encontro entre o candidato a santo guerreiro e o maior governante desde a chegada das caravelas. Ao ensaiar o abraço de urso no presidente da Seleção, o presidente da República viu-se compelido a desistir de efusões pela expressão de enfado, pela camisa de mangas curtas, pela mão direita semiacerrada e, sobretudo, pela mão esquerda no bolso. Cumprimente um amigo com a mão esquerda no bolso. A reação do cumprimentado mostrará o que Lula sentiu.
Tanto o autor quanto o alvo da desfeita preferiram desconversar sobre o episódio. Mas a contemplação da foto é suficiente para entender o que houve. Sem usar a voz, o ressentido incurável berrou outro palavrão. Sem usar as mãos, sem fazer ruído, Dunga desferiu a bofetada.


P.S: É isso que chamam de tapa de luva?
       Parabéns Dunga!!!

Já ouviu falar em imóvel gargalhada?


Orla da zona sul carioca reúne os apartamentos mais caros hoje no País; metro quadrado chega a custar mais de R$ 50 mil


Apartamentos como esses três, na verdade, nem entram nas estatísticas de preço médio de imóveis feitas pelo Sindicato de Habitação do Rio de Janeiro (Secovi). Os top de linha sempre ficam de fora para evitar distorções. Ainda mais esses, que se enquadram na categoria que os especialistas chamam jocosamente de “imóveis gargalhada”, porque são para a classe AAAA.


A íntegra AQUI:

terça-feira, 22 de junho de 2010

EU VI, VOCE VEJA, VOLTEI A VER..., É UM TREM DESGOVERNADO!!!

Yahoo-FUTSALA-Programa 3

Carisma? Que carisma?

Aileda de Mattos Oliveira  

Não consigo ver o tal carisma neste senhor Lula, destituído de qualquer traço de civilidade, já que lhe faltam valores essenciais. Por esta razão, seu governo é dionisíaco, de carnavalização total.

Tenho lido muitas referências ao carisma de Lula e, agregado a este dom cósmico, o tal índice de aprovação de seu 'governo'. Talvez, a minha repugnância por esta ínfima criatura não me permita enxergar nada além de uma esperteza vulpina a substituir a sua ignorância asinina.


A íntegra AQUI:

segunda-feira, 21 de junho de 2010

O realismo do absurdo

Por Percival Puggina
Nossa jurisprudência manuseia as garantias constitucionais sempre em detrimento das que se referem à segurança pública.
A reportagem especial de ZH na edição da última segunda-feira me deixou preocupado. Tudo indica que o novo Código de Processo Penal, inibindo a colocação de algemas, jogará a polícia ao desabrigo, dará mais regalias aos réus, dificultará a vida do Ministério Público, ampliará para oito o número de jurados e o placar para condenação subirá de 4 a 3 para 5 a 3. Por aí vai. Mais dia, menos dia, vamos colocar tornozeleira na Polícia, algemar os promotores e estabelecer quota máxima de sentenças condenatórias por magistrado. Excedo-me na ironia? Saí da casinha? No Brasil, nada é mais realista do que o completo absurdo, caro leitor.
A íntegra AQUI:

domingo, 20 de junho de 2010

Voltando a falar sobre Saramago que falava que Cuba era o paraíso, coisa de maluco! Para não esquecer do tamanho da besteira que ele falou, leiam a matéria e vejam as imagens do paraíso.


A verdade proibida sobre Cuba



O Dagens Nyheter, — que em português significa: Notícias do Dia —, foi o primeiro jornal no mundo a publicar estas fotos de um asilo para velhos em Cuba.

Lençóis com manchas de urina. Assoalho, paredes e camas imundas de dejeções.

Escondidos. Segundo a propaganda oficial a assistência cubana à velhice é um exemplo. As fotos mostram uma realidade completamente diferente.

Estou morrendo de fome. É muito pobre aqui. Não existe nem mesmo um pedaço de açúcar para dissolver e beber com água".



No filme-homenagem, “Comandante”, de Oliver Stone, é mostrado como Fidel Castro “espontaneamente” é submetido a um electrocardiograma e, “de passagem”, faz saber que ele pode viver até os cem anos.
Esta é uma pavorosa visão de futuro para a maioria dos cubanos, que entendem desde há muito que as transformações necessárias a Cuba acontecerão antes deste “fato biológico” (isto é, a morte de Castro) ocorrer, e quanto mais isto demorar, mais sofrimento significa para seus súditos. A maioria dos residentes na ilha espera, por este motivo, que este “fato” aconteça logo.
Mas muitos guardam também um secreto desejo de ver Castro viver muito, muito mais tempo, desde que sem poder e sem favores especiais – se possível em alguma dessas instituições, para que ele possa sentir em sua própria pele o que o conceito de “dignamente e tranqüilamente” chegou a significar sob seu regime.

A íntegra AQUI:

Fala-se muito em meio-ambiente, natureza, desenvolvimento sustentável, viabilidade econômica, interesses mil, blá...blá...blá..., etc..., aqui vai uma excelente matéria abordando tudo isso e mais um pouco.


Na natureza domada


Dois anos ele caminha pela terra. Sem telefone, sem piscina, sem animal de estimação, sem cigarros. Liberdade definitiva. Um extremista. Um viajante estético cujo lar é a estrada. Fugido de Atlanta, não retornarás, porque “o Oeste é o melhor”. E agora depois de dois anos errantes chega à última e maior aventura. A batalha final para matar o ser falso interior e concluir vitoriosamente a revolução espiritual. Dez dias e noites de trens de carga e pegando carona trazem-no ao grande e branco Norte. Para não mais ser envenenado pela civilização, ele foge e caminha sozinho sobre a terra para perder-se na natureza.
Alexander Supertramp, pseudônimo de Christopher Johnson McCandlessapudNa Natureza Selvagem [1] de Jon Krakauer. McCandless foi encontrado morto por inanição na carcaça de um ônibus abandonado no Alaska em 1992.

George Reisman em Propostas para uma economia mais verde argumenta, ironicamente, sobre as metas e métodos do que considera a essência do movimento ambientalista atual: gerar empregos ineficientes graças ao intervencionismo estatal. Mas, apesar de acertadas as críticas gerais a este tipo de movimento, ele erra nos detalhes e, como se diz, o diabo está nos detalhes...
“E, finalmente, pense em todos os empregos que um programa de ‘gerenciamento’ ambiental poderia criar. Cada pedaço de deserto, cada formação rochosa, cada tufo de grama e cada tronco de árvore seria zelosamente vigiado por um ou mais ‘administradores’, cuja função seria guardar, proteger e preservar tais recursos para as ‘gerações futuras’. Para executar esse valioso trabalho, poderíamos criar várias divisões militares de ‘administradores’. Eles poderiam vestir uniformes especiais ostentando várias patentes e medalhas, todas adquiridas em decorrência de seus bravos ‘serviços prestados ao meio ambiente’ e da defesa intransigente da natureza e de seus recursos contra os humanos predadores.”

A íntegra AQUI:

José Saramago falou e escreveu muita coisa bonita que vale a pena publicar mas também falou muita besteira que também deve ser publicada. Pensando bem, acho que o sujeito era meio maluco.

Leiam a matéria do Janer Cristaldo:
OCIDENTE HOMENAGEIA
ESCRITOR STALINISTA
CÚMPLICE DE ASSASSINOS

Morreu ontem, em Lanzarote, um dos últimos remanescentes do stalinismo em pleno século XXI, ao lado de Oscar Niemeyer, Ariano Suassuna, Chico Buarque, Luís Fernando Verissimo. Portugal e o Ocidente todo está chorando a morte do escritor que sempre foi inimigo ferrenho de Portugal e do Ocidente. No Brasil, os jornais estão dedicando suplementos a quem sempre defendeu as atrocidades da URSS e de Cuba e ousou defender o atentado às torres gêmeas. O Ocidente todo foi acometido de amnésia. Com sua morte, o cúmplice de assassinos virou herói.

Não vou comentar a literatura de José Saramago. Exceção feita de A Jangada de Pedra, não a li. Mas sobre a jangada posso falar.



      A íntegraAqui:

sábado, 19 de junho de 2010

"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é só um dia mais."

Sobre o Governo Lula em 2005(Revista Época)
"Depois de tantas esperanças, não imaginávamos que escândalos de corrupção tomassem o governo Lula, que representava uma luz nova a um mundo cada vez mais mergulhado em interesses mesquinhos. Ele não poderia ter admitido a corrupção e não consegue combatê-la.”


Sobre Cuba(2003)
"De agora em diante Cuba segue seu caminho, eu fico aqui. Cuba perdeu minha confiança e fraudou minhas ilusões".







sexta-feira, 18 de junho de 2010

… Tootsie, com Dustin Hoffman, dirigido por Sidney Pollack, que em Portugal recebeu o sugestivo e pavoroso título de Quando Ele era Ela.



O medo costuma gerar estigmas terríveis em época de eleição. Pegue-se o caso de Regina Duarte na eleição de 2002, quando a atriz afirmou que sentia medo que Lula fosse eleito e tornou-se uma espécie de Geni do PT e associados. O medo não costuma ser um bom companheiro, eu sei. Mas tive uma visão aterradora e, confesso, estou com medo. Não vou declará-lo publicamente em jornais, programas de tv ou no horário político do PSDB ou do PV. Tampouco vou alardeá-lo por aí, como um profeta abilolado. Mas vou confessá-lo aqui, à boca pequena, no meu divã virtual, minha modesta porém honesta coluninha blogueira. Estou com o medo Tootsie.
Lembra da Tootsie? Aquele personagem impagável, que Dustin Hoffman interpretou magistralmente. Refresco sua memória, um ator desempregado, Hoffman, traveste-se e se faz passar por uma mulher para conquistar um emprego como atriz numa telenovela. O que tem a Tootsie a ver com meu medo? Lula andou falando por aí que ele é a Dilma, e que a Dilma é ele. Até aí, estamos carecas de saber. Lula quer se confundir com Dilma, quer que os eleitores leiam (os que sabem ler, evidentemente) Lula onde está escrito Dilma. Até aí morreu o Neves, diria o outro. Se esse Neves era o Tancredo, eu não sei. O que eu sei é que tive uma terrível premonição. Fui acometido por uma visão do palácio do Planalto daqui a um ano. Dilma se elegera. Mas ao chegar para o trabalho, aquela senhora um tanto quanto desengonçada, caminhando a passos decididos rampa acima, não é a Dilma. É o Lula, travestido de Dilma.
Equilibrando-se sobre os saltos altos e sem vestígios da famosa barba, o homem até que segurava bem a onda. Belisquei-me para despertar de tão aterradora visão. Pronto, confessei. Esse é o medo Tootsie. E se Lula já provou que além de político habilidoso é também um excelente ator, não duvido que acabe superando o mestre Dustin Hoffman e, estimulado por delírios megalômanos, sonhe com um Oscar na estante ao lado do Nobel. Resta saber se Dilma, o personagem, conseguirá superar Tootsie.
Por Tony Bellotto

Como é que fica a situaçao da Dilma se o projeto for aprovado? Colocar informações mentirosas no currículo poderá dar de dois meses a dois anos de detenção. A punição está prevista no Projeto de Lei 6561/09 que tramita na Câmara dos Deputados.

Projeto de lei prevê cadeia para 'currículo mentiroso'

A GAZETA

Diná Sanchotene 


dsanchotene@redegazeta.com.br

Colocar informações mentirosas no currículo poderá dar de dois meses a dois anos de detenção. A punição está prevista no Projeto de Lei 6561/09 que tramita na Câmara dos Deputados.

Conforme o autor da proposta, deputado Carlos Bezerra (PMDB-MT), a ação é necessária devido às frequentes falsificações, seja para obter vantagens na busca de um emprego, seja para prejudicar terceiros. A matéria está sendo apreciada pela Comissão de Justiça e, se for aprovada pelos membros, será enviada ao plenário para votação.

O parlamentar se baseou no episódio envolvendo a ministra da Casa Civil Dilma Rousseff em 2009. Na época, a revista "Piauí" publicou uma matéria dizendo que o currículo de Dilma continha a informação de que ela é mestre em teoria econômica e doutoranda em economia monetária e financeira pela Universidade de Campinas (Unicamp).

A universidade, na ocasião, disse à revista que não havia registro de matrícula no mestrado e que o doutorado foi abandonado. A ministra admitiu que seu currículo no site do ministério estava errado.

“Depois foram descobrir que não foi ela, foi um terceiro. Então, pensei em um projeto para punir o terceiro que faz isso e também quem faz para obter vantagem pessoal”, disse Bezerra. 

Na opinião do consultor e professor da Faesa, Giovani Borgo Sardi, um profissional que coloca informações falsas no currículo também não será ético no trabalho. Dar informações mentirosas pode ser enquadrado como falsidade ideológica.

“Quem age desta forma demonstra que não tem caráter e se ‘queima’ no mercado. É bom lembrar que o currículo é apenas uma etapa da seleção e se houver uma informação inverídica, dificilmente ele vai conseguir ser aprovado na seleção”, afirmou o professor.

Segundo Sardi, o profissional precisa ter seriedade, ética e responsabilidade na hora de elaborar o currículo. Além disso, é importante se perguntar o quanto aquela informação vai agregar na hora de conseguir a tão sonhada vaga.

“A imagem do empregado é reflexo da empresa. Portanto, não são toleradas mentiras. Além disso, o candidato precisa informar aquilo que agregue valor ao que é exigido ou apreciado pela empresa”, avaliou. O Código Penal não estabelece punição específica para falsificação do currículo para satisfazer interesse pessoal ou causar danos a terceiros.
P.S.: "Aprendeu direitinho a liçao do EU NÃO SABIA, EU NÃO VI, NÃO FUI EU...,"

CERVEJA POLAR - Trato é Trato...,

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Ideli beijando Sarney!!! O que que é isso, cena de filme de terror??? A coisa tá cada dia mais feia.

Blog do CoronelO PMDB nacional vendeu Santa Catarina para o Sarney. E aí, mané, vai engolir o PT?


É isso que Santa Catarina quer?

Trecho da nota oficial da Executiva Nacional do PMDB:

O compromisso assumido pela Direção Nacional e pelo presidente do Diretório Estadual de Santa Catarina gerou atitudes do PT, em Estados onde havia empecilhos à coligação. Atitudes essas que criaram as condições para que a aliança nacional com o PMDB fosse realizada.

A nota é mentirosa. Há meses que a aliança nacional com o PMDB já está definida. Trocaram o Maranhão por Santa Catarina. Que vergonha! E na convenção do PT a Dilma Rousseff ainda teve o desplante de usar a figura de Anita Garibaldi. Que humilhação! 


A parceria que ameaça o país com o que há de pior entre os piores

Augusto Nunes
Se Dilma Rousseff ganhasse a eleição, afligem-se milhões de brasileiros que não perderam o juízo, quem controlaria efetivamente o governo? O que há de pior nos piores partidos, avisam as folhas corridas agrupadas na foto que documenta a formalização da parceria entre o PT e o PMDB. Antonio Palocci e José Dirceu não puderam comparecer fisicamente. Como estavam presentes em espírito, a coluna resolveu incorporá-los à turma usando técnicas que ambos louvavam quando utilizadas pela União Soviética.
Para ler a íntegra:
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/

TABELA DA COPA É ISSO AÍ!!!




http://www.marca.com/deporte/futbol/mundial/sudafrica-2010/calendario.html