Dono da Odebrecht publica artigo propondo ao país esquecer o passado e o presente. O povo brasileiro propõe a ele uma delação premiada.


A cara de pau do senhor Emílio Odebrecht (foto), presidente do Conselho de Administração do Grupo Odebrecht, é do tamanho da corrupção que se alastrou pela máquina pública brasileira e da qual as suas empresas são as maiores beneficiárias. Ele publica um artigo na Folha de São Paulo,hoje, onde faz esta afirmação:

Não, não pensem que o cinismo acabou. Leiam mais isto:
O dono da Odebrecht quer enterrar o passado e o presente, como se fossem canos de esgoto por onde corre a corrupção que as empreiteiras instalaram no país, em conluio com a máquina petista que destruiu as nossas estatais e a economia nacional. Quer enterrar a investigação sobre os empréstimos do BNDES recebidos com a interveniência de Lula, acusado pelo MPF por tráfico de influência, justamente por favorecer o Grupo Odebrecht em obras no exterior. É mais do que cara de pau. É cinismo misturado com certeza de impunidade. Quer enterrar o passado e o presente, senhor Odebrecht? Faça uma delação premiada com o Juiz Sergio Moro.

Comentários

Postagens mais visitadas