Ascensão e queda


Anúncios caros, nas principais redes, com difusão nacional: é a Petrobras comemorando a produção de 300 mil barris por dia só no pré-sal, nos últimos sete anos. E para que gastar dinheiro com isso, se o consumidor compra derivados de petróleo no posto, sem ter a menor ideia de onde veio a matéria-prima? Mas jogar dinheiro no ralo não é o pior: o pior é que a Petrobras esquece de informar que sua produção diária de petróleo, com pré-sal ou sem pré-sal, vem caindo dia a dia. Comparando fevereiro de 2012 com fevereiro deste ano, a produção caiu 11,7%. A queda se acelerou de dezembro para cá, com redução de 13,5%.
Como não diz a publicidade em rede nacional, meia verdade é também meia mentira.
*Carlos Brickmann

Comentários

Postagens mais visitadas