Seguidores

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Brasil perdeu quase 24 mil leitos de internação do SUS em cinco anos

Número é o equivalente a perda de 13 leitos por dia. 
Levantamento foi divulgado pelo Conselho Federal de Medicina.

O Brasil perdeu quase 24 mil leitos de internação do SUS em cinco anos. É o equivalente a 13 leitos por dia. Essa falta de leito atinge, principalmente, a pediatria, a cirurgia geral, a psiquiatria e a obstetrícia. O levantamento foi divulgado nesta terça-feira (17) pelo Conselho Federal de Medicina.

Um mapeamento do Conselho Federal de Medicina mostrou que, em cinco anos, 18 estados e oDistrito Federal, perderam quase 24 mil leitos de internação do Sistema Único de Saúde. Em dezembro de 2010, eram 335 mil leitos de internação. Em dezembro do ano passado, o número caiu para quase 312 mil.
 
Os estados das regiões Sudeste e Nordeste foram os que mais sofreram redução. Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Bahia e Paraná são os estados que mais perderam.
Para o Conselho Federal de Medicina, a falta de leitos provoca um atraso no diagnóstico do paciente, no início do tratamento. Além disso, muitos pacientes ficam em macas nas emergências dos hospitais esperando por um leito adequado.
O presidente do Conselho Federal de Medicina, Carlos Vital, diz que esses são fatores que aumentam a taxa de mortalidade. "Mortes evitáveis e perdas de uma chance. Essas são as consequências, ou seja, a população que depende do SUS, perdem oportunidades de manutenção da vida através da ausência, da carência de leitos para internação".
Nesta terça-feira (17), o ministro da Saúde, Ricardo Barros falou sobre a falta de leitos de internação no SUS. “Existem de fato Upas fechadas, existem postos de saúde fechados. Melhorar a qualidade da gestão é fundamental. É isso que vai poder promover a reativação desses leitos que eventualmente estão paralisados”.
Veja outros dados do Conselho Federal de Medicina:
SUS_JH (Foto: jornal hoje)







Nenhum comentário:

Postar um comentário