Brasil fecha quase 1 milhão de vagas em 2015, aponta Caged

Saldo de postos fechados alcança 945.363 no acumulado dos onze primeiros meses. Em novembro, país cortou 130,6 mil vagas

Carteira de trabalho
No acumulado dos últimos 12 meses, o país fechou 1.527.463 vagas(Valdecir Galor/SMCS/Fotos Públicas)
O Brasil fechou 945.363 vagas formais de trabalho no acumulado dos onze primeiros meses deste ano, de acordo com informações do Ministério do Trabalho, divulgadas nesta sexta-feira. Em novembro, foram cortados 130.629 postos, o pior resultado para o mês da série histórica iniciada em 1992.
Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do mês passado são resultado de 1,17 milhões de admissões e 1,30 milhões de demissões, na série sem ajuste. Foi o oitavo mês seguido de fechamento de vagas. Analistas consultados pela Reuters projetavam o fechamento de 162.000 empregos.
O resultado mensal foi muito inferior ao registrado em novembro do ano passado, quando o dado ficou positivo em 8.381 vagas pela série sem ajuste. No acumulado dos últimos doze meses, o país fechou 1,52 milhões de vagas.
No mês passado, o número de trabalhadores com carteira assinada atingiu 40,26 milhões. Há um ano, este número estava em 41,78 milhões de pessoas.
Publicidade
Entre os setores, no acumulado em onze meses, a indústria foi a que mais demitiu, com a perda de 414.075 vagas. Na sequência, aparecem construção civil (-309.226), o comércio (-183.348) e serviços (-97.570). As únicas áreas que elevaram o número de trabalhadores foram agricultura (+ 68.416) e administração pública (+9.336).

Comentários

Postagens mais visitadas