Provérbios em Talian - o dialeto Vêneto-Brasileiro


No período entre os anos de 1876-1920, vieram da Região do vêneto 365.710 imigrantes. Da Campânia, 166.080; da Calábria, 113.155; da Lombardia, 105.973; do Abruzzo-Molise, 93.020; de Toscana, 81.056; de Emilia-Romagna, 59.877; da Basilicata, 52.888; da Sicília, 44.390; do Piemonte, 40.336; da Puglia, 34.833; do Marche, 25.074; do Lacio, 15.982; da Úmbria, 11.818; da Ligúria, 9.328 e da Sardenha, 6.113.

Como se vê a região da Itália de onde vieram mais imigrantes, foi a Região do Vêneto. Eles vieram e se estabeleceram no sudeste e sul do Brasil, com seu dialeto próprio, que se manteve durante os anos.

O vêneto falado no sul do Brasil é arcaico quando comparado ao vêneto falado atualmente na Itália, pois é semelhante ao usado no século XIX. Ademais, com o advento da rádio e da televisão, começou uma forte interferência da língua portuguesa no vêneto falado pelos imigrantes no Brasil. Em decorrência, o vêneto brasileiro evoluiu de forma diferente da variedade falada na Itália, uma vez que incorporou itens lexicais do português e se manteve ligado à maneira como era falado no século XIX. Assim, usa-se o termo talian para diferenciar o vêneto falado no Brasil do dialeto vêneto hoje usado na Itália.

O talian é uma variante brasileira da língua vêneta, da mesma forma que o Riograndenser Hunsrückisch é um dialeto falado por descendentes de alemães no Sul do Brasil. O talian não é considerado uma língua estrangeira no Brasil, mas sim uma língua nacional brasileira, porém, sem status de língua oficial.

Hoje eu trago alguns provérbios no dialeto de Vêneto, aqui no Brasil conhecido como “Talian”:

"Can vècio no'l ghe sbaia a la luna" - Cão velho não late pra lua

"Come noantri no ghen'è altri" - Como nós, não há nenhum outro

"Come San Tomaso, no'l ghe crede se no'l ghe mete el naso" - É como São Tomé, não acredita se não mete o nariz

"Chi fà de so testa, paga de so borsa" - Quem faz da sua cabeça, paga do seu bolso

"A caval de un porco grasso" - A cavalo de um porco gordo (Sem nenhuma segurança)
"Amor sensa barufa el fa la mufa" - Amor sem briga, da dor de barriga

"A paroni e mati no se ghe comanda mia." - A donos e loucos não se pode dar ordens.

"Ari che semo apari." - Opa que estamos de acordo..!

"Beati i ùltimi se i primi i ga creansa." - Benditos os últimos se os primeiros são educados.

"Brina su el pantan , piova inco o doman." - Geada na lama, chuva na cama.

"Bruta come el temporal." - Feia como a tormenta.

"Cativa come na brespa." - Braba como uma vespa.

"Chi dà, se smentegá; chi riceve se ricorda." - Quem dá, esquece; quem recebe se lembra.

"Chi è stato rè, el sarà sempre maestà." - Quem foi rei, será sempre majestade.

"Chi fà el prim paga el vin." - Quem faz o primeiro, paga o vinho.

"Chi fà dopo, paga tropo (pròpio)" - Quem faz depois, paga para os dois. (de fato)

"Chi ga prèssia, magna crudo." - Quem tem pressa, come cru.

"Chi ga mia testa, ga gambe." - Quem não tem cabeça, tem pernas.

"Chi guadagna ga sempre rason." - Quem ganha tem sempre razão.

"Chi ride, vive depì." - Quem ri, vive mais.

"Chi sparagna, el gato magna." - Quem economiza, o gato come.

"Chi va drio ai altri, no riva mai prima." - Quem segue os outros, nunca chega primeiro.

"Ciari come le mosche bianche." - Raros como as moscas brancas.

"Ciucia fighi." - Chupa figos..! (Explorador, vigarista.)

"Ciuco come na porta". - Bêbado que nem uma porta.

"Coion el ozel chel ga s-chifo del so nido". - Bobo o passarinho que despreza o próprio ninho.

"Co l’àqua la toca el col se impara nodar". - Quando a água chega ao pescoço aprende-se a nadar.

"Col ghe riva, nol dòpera mia la scala". - Quando alcança não usa escada.

"Come San Tomaso; el crede s’el ghe mete el naso". - Como São Tomaz; acredita só se mete o nariz.

"Come valo el cuor..? – A colpi, a colpi". - Como vai o coração..? – A golpes... A golpes...!

"Cossì, cossì, come na dona sensa el marit." - Assim, assim, como uma mulher sem o marido.

"Contar busie l’è dir el contràrio de quel che se pensa". - Mentir é dizer o contrário do que se pensa.

"De note, un soco el par un orso". - À noite, um toco assemelha-se a um urso.

"De tanto ndar al posso el baldo el perde el mànego". - De tanto ir ao poço o balde perde o cabo.

"Disi sempre che la è cota". - Diga sempre que já está cozida. (Concordar é melhor que contestar)

"Dona bruta, rispeto a casa". - Mulher feia, respeito em casa.

"Dopo del oio, tuto sbrìssia". - Depois da graxa, tudo desliza.

"Drito come un ciodo". - Reto como um prego.

"El balordo el perde el capel e el scrive el so nome". - O maluco perde o chapéu e escreve seu nome.

"El can de tanti paroni el more da fame". - O cão de muitos donos morre de fome.

"El formàio gratà , el fa spissa ai zenoci". - O queijo ralado faz comichão nos joelhos.

"El ga na sorte come un can in cesa". - Tem tanta sorte como um cachorro na igreja. (Só leva coices)

"El gato broà, el ga paura, fin de àqua freda". - Gato escaldado tem medo de água fria.

"El ghe trà a la bocia e el ciapa el bocin". - Atira na bochas e acerta o balim.

"El ghe piomba i vermi". - Leva-o à destruição.

"El la capisse sempre a la reversa". - Compreende sempre às avessas.

"El malan el porta el san". - O doente conduz o sadio.

"El mèio dea festa l’è pareciarla". - O melhor da festa é prepará-la.

"El menestro el ga perso el mànego". - A concha perdeu o cabo. (Um chefe perdeu autoridade)

"El pi busier el lo cata". - O mais mentiroso o encontra (Um perdido..)

"El piande el mort par ciavar el vivo". - Chora o defunto para lograr o sobrevivente.

"El pianta aio par catar sù séole". - Planta alho para colher cebolas.

"El primo di che se va in campagna no se fa mia formàio". - O primeiro dia que se vai ao campo não se fabrica queijo.

"El pi grando inferno in tera , la è na fameia in guera". - O maior inferno na terra é uma família em guerra.

"El scrive come un dotor". - Escreve como um doutor. (Ilegível)

"El va farse benedir". - Vai ao paraíso. (Mais candidamente)

"El va indrio come i gàmbari". - Retrocede como os caranguejos.

"El vol sconder el sol col tamiso". (crivel) - Quer tapar o sol com a peneira.

"Fàcile come el ovo de Colombo". - Fácil como o ovo de Colombo.

"Fate furbo..!" - Acorda..!

"Fin che la dura, mai paùra". - Até que é robusto, nada de susto.

"Fumana bassa, la piova la passa". - Cerração baixa, sol que racha.

"Fumana u el monte, piova tea fronte". - Cerração no morro, chuva no coro.

"Furbo come la volpe". - Esperto como a raposa.

"Furbo come un merlo". - Esperto como um melro. (Dorminhoco)

"Ghe tiro a chi no vedo e copo chi no credo". - Atiro no que vejo e acerto no que não creio.

"Giusto come un deo tel naso". - Exato como um dedo no nariz.

"Giusto come trè e trè i fa sèi". - Exato como "três e três são seis.”

"Giusto come un mostacio". - Certo como o fio de bigode.

"Gras come un porsel". - Gordo que nem um porco.

"Guadagnà in festa, fora par la finestra". - Ganho na festa, fora pela janela. (Ganho fácil, gasto rápido)

"Indormenso col can, dismìssio co i puldi". - Adormeço com o cão, acordo com as pulgas.

"In driocul come un gàmbaro". - De ré, como um caranguejo.

"Inocente come un gal de sete ani". - Inocente como um galo de sete anos.

"Intrigà morir". - Lutando para morrer.

"I se vol un ben da can". - Se prezam que nem cachorros.

"I soldi i fa balar anca el orso". - O dinheiro faz dançar até os ursos.

"I tosati e i colombi i sporca le case". - As crianças e os pombos sujam as casas. (Não guardam segredo)

"La alegria la spanta la malatia". - A alegria espanta a doença.

"La cavra che sbèrega la perde el bocon". - A cabra que berra perde o bocado.

"La morte dea piégora, la salute dei can". - A morte da ovelha é a saúde do cão.

"La mussa e i trenta soldi". - A mula e os trinta dinheiros (Para quem quer tudo).

"La ociosità la è la mama de tuti i vìssii". - A ociosidade é a mãe de todos os vícios.

"La sìmia che se grata, la ciama i balini". - Macaco que se coça quer chumbo.

"La soméia un pèrsego maduro". - Parece um pêssego maduro. (A moça muito bonita.)

"Le busie le ga le gambe curte". - As mentiras têm as pernas curtas.

"L'è come el diàolo ntel àqua santa". - É como o diabo na água benta.

"L'è pi indrio che le patate del porco". - É mais atrasado que batata de porco.

"L'è sordo come na campana". - É surdo como um sino.

"L'è un descanta baùchi". - É um desperta dorminhocos.

"Maledeta la prèssia". - Maldita a pressa.

"Magna quel che te gh’è e tasi quel che te sè". - Coma o que tiveres e cala o que souberes.

"Magna panoce..!" - Comedor de milho ..! (Para chamá-lo de animal)

"Magnemo polenta e pessi ntel rio". - Comemos polenta e peixes no rio.

"Na disgràssia no la vien mai sola". - Uma desgraça nunca vem sozinha.

"Na bronsa querta". - Uma brasa coberta. (Imprevisível.)

"Nissun l'è tanto grando che nol possa imparar; nissun l'è tanto pìcolo che nol". - Ninguém é tão grande que não possa aprender; ninguém é tão pequeno que não possa ensinar.

"Nol ghe vede un palmo davanti el naso.." - Não enxerga um palmo diante do nariz.

"Ntel perìcolo lè mèio starghe distante, che saverla longa". - No perigo é melhor ausência de corpo do que presença de espírito.

"O magna sto osso o salta sto fosso". - Ou come este osso ou pula este poço.

"Ogni busa la ga la so scusa". - Toda a cova tem sua desculpa.

"Ogni fuso el ga el so buso". - Cada barbante tem sua passagem.

"Par ndar in Paradiso bisogna diventar inocenti come i tosatèi". - Para ir ao céu é preciso tornar-se inocente como as crianças.

"Pimpian se va a lontan, forte se va a la morte". - Devagar se vai ao longe; forte se vai à morte.

"Piova de inverno, deventa un inferno". - Chuva no inverno, vira um inferno.

"Piova de istà, beati chi la ga". - Chuva de verão, benditos os que a terão.

"Piove a sece roverse". - Chove aos baldes.

"Prima San Piero, dopo i so Apòstoli". - Primeiro São Pedro, depois os outros apóstolos.

"Rosso come un gàmbaro tea padela". - Vermelho como um caranguejo na frigideira.

"Rosso come un garòfolo". - Vermelho como um cravo.

"Scarpe nove fa mal ai pié". - Sapato novo machuca o pé.

"Se Dio vol e el toro el me assa". - Se Deus quiser e o touro permitir.

"Sgionfo come un rospo". - Estufado como um sapo.

"Va farte benedir..!" - Vá fazer-te abençoado..!

"Va piantar patate..!" - Vá plantar batatas..!

Quem quiser saber mais sobre o Talian:

Fonte dos provérbios em Talian:

Fonte da foto: Capa da Revista Talian - Brasil

Comentários

Postagens mais visitadas