Ministro dos Transportes diz que 'obras vão parar' por causa da Lava Jato

Antônio Carlos Rodrigues diz que não pode esconder o que acontece na pasta: empresários reclamando de atrasos e falta de pagamento

Antônio Carlos Rodrigues assume como ministro dos Transportes
Em audiência pública do Senado, ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, afirma que Operação Lava Jato "afetou muito" o setor(Agência Brasil/VEJA)
O ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues (PR), afirmou nesta quarta-feira que o envolvimento das grandes empreiteiras na Operação Lava Jato "afetou muito" as atividades da pasta e que "várias obras no país vão parar" por falta de recursos.
"Eu não posso esconder o que está acontecendo no ministério. Tudo o que aconteceu e está acontecendo no Brasil afetou muito o meu setor, as grandes empresas estão na Lava Jato, elas tinham capacidade de suporte no atraso de pagamento, as pequenas empresas não têm", disse o ministro durante audiência na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado.
O ministro disse aos senadores que, nos quatro meses em que está à frente da pasta, só tem recebido visitas ou telefonemas de empresários que se queixam de falta de dinheiro. "Vou receber várias reclamações dos senhores de 'parou a obra tal' e vai parar sim. Assusta receber um telefonema dizendo 'ou você paga hoje ou eu paro a obra' e eu não tenho [dinheiro para pagar]", disse Rodrigues, segundo o jornal Folha de S. Paulo.
Na audiência, ele se comprometeu a marcar uma nova reunião com os integrantes da comissão assim que souber o volume de dinheiro que terá em investimentos. "Eu não sei o quanto eu tenho no bolso, quanto eu posso gastar", afirmou. O ministro disse que espera o aporte, previsto para o ano de 2015, de 13,6 bilhões de reais em investimentos na área para começar a discutir as prioridades.
No próximo mês, porém, o governo Dilma Rousseff vai editar um decreto com o contingenciamento orçamentário que atingirá todas as áreas. O corte deve ser de 60 bilhões de reais a 70 bilhões de reais.
Filiado ao PR e suplente da senadora Marta Suplicy (sem partido-SP), Antônio Carlos Rodrigues afirmou que a bancada do partido vai participar nesta quarta-feira de um jantar com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, na casa do senador Blairo Maggi (PR-MT).
(Da redação)

Comentários

Postagens mais visitadas