Copa 2014.., não tem metrô, vai de jegue...,

“Babaquice”, “tomar uma cervejinha”, “nego dormindo na rua”. É o finíssimo Lula em ação, de novo — falando uma vez mais a uma plateia domesticada

Lula fala a "blogueiros progressistas" e "militantes digitais":   (Foto: Jorge Araújo/Folhapress)
Lula fala a “blogueiros progressistas” e “militantes digitais”: o mesmo linguajar de sempre — ele, que queria “ensinar” FHC a ser ex-presidente… (Foto: Jorge Araújo/Folhapress)
Antes de deixar o Planalto, como se sabe, Lula disse que iria “ensinar” FHC “a ser ex-presidente”. Vejam como, por seu linguajar digno de um grande chefe de Estado, ele está cumprindo a palavra.
Por Ricardo Galhardo – O Estado de S. Paulo 
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira [em São Paulo] ser “babaquice” a ideia oferecer condições para que os torcedores cheguem de metrô aos estádios que vão sediar os jogos da Copa do Mundo. Durante palestra a blogueiros em São Paulo, Lula disse que o brasileiro vai até descalço ver as partidas.
“Nós nunca reclamamos de ir a pé (ao estádio). Vai a pé, vai descalço, vai de bicicleta, vai de jumento, vai de qualquer coisa. A gente está preocupado? Ah não, porque agora tem que ter metrô até dentro do estádio. Que babaquice que é essa?”, disse Lula [a uma plateia de "blogueiros progressistas" e "militantes digitais"].
O ex-presidente disse ainda que o País tem que dar “garantia para esse povo assistir ao jogo, comer nossa comida, uma boa comida mineira, baiana, paraense, paulista. É disso que nós temos que ter orgulho. Eles vão ver esse povo andando na rua alegre, não é aquele povo sisudo”.
Ele, no entanto, disse que não vai assistir os jogos nos estádios. “Eu já tomei a decisão de não ver nenhum jogo (no estádio). Vou ver em casa, né? Porque já que não pode entrar bebida (nos estádios), em casa vou tomar uma cervejinha e ninguém pode reclamar.” O ex-presidente cometeu um equívoco nesta afirmação, já que bebidas alcoólicas foram liberadas dentro dos estádios durante a Copa do Mundo.
Dizendo-se orgulhoso pela conquista do direito de sediar a Copa do Mundo e as Olimpíadas, Lula afirmou que não pensou em dinheiro quando optou por concorrer a ser país-sede dos eventos esportivos. “Quando eu pensei isso não pensei em dinheiro, se vai entrar 30 bilhões, 40 bilhões. Eu não pensei nisso.”
O ex-presidente afirmou que não se preocupa com a possibilidade de serem mostradas nas TVs internacionais imagens de barracos e mendigos dormindo nas ruas. “Não tenho preocupação nenhuma que mostrem barracos. Podem mostrar quantos barracos quiserem. Não tem que tirar ninguém na rua”, disse o ex-presidente.
“Se tiver ‘nego’ dormindo na rua tem que deixar na rua. Ele é brasileiro igual nós. Se ele tem problema temos que tentar resolver o problema, mas esconder pobre está fora de qualquer cogitação”, completou.
*Ricardo Setti

Comentários

Postagens mais visitadas