Sistema de integração revoluciona agropecuária no Brasil


Pesquisadores concluíram que o produtor pode plantar milho e soja na mesma área tomada por pasto, que depois servirá de alimento para o gado

Ipameri - Um inovador sistema agropecuário desenvolvido por instituições públicas e privadas que combina a produção de grãos, leite, carne e madeira está revolucionando o campo brasileiro e se destacando como o melhor caminho para o desenvolvimento sustentável, segundo fontes do setor.
O modelo de integração no mesmo terreno de cultivos agrícolas, criação de gado e preservação de florestas (iLPF, na sigla em português) intensifica o uso do solo com a combinação de culturas agrícolas.
Após dezenas de testes realizados por engenheiros para que várias culturas cresçam ao mesmo tempo sem perda de nutrientes no solo, os pesquisadores concluíram que o produtor pode plantar milho e soja na mesma área tomada por pasto, que depois servirá de alimento para cabeças de gado.
"A intenção é fazer com que o produtor não tenha que comprar mais terras, mas possa intensificar a produção nos hectares férteis que já tem", explicou à Agência Efe Paulo Herrmann, presidente da companhia americana de equipamentos agrícolas John Deere no Brasil, que patrocina o sistema.
Herrmann participou neste mês, junto com produtores e políticos, da 8ª edição do Dia de Campo iLPF, evento organizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e pela John Deere, entre outros, e realizado na fazenda Santa Brígida, pioneira do sistema iLPF no estado de Goiás.
"Estamos às portas da segunda grande revolução agropecuária do Brasil, com um modelo de agricultura tropical baseada em fatos científicos no qual transformamos grandes extensões de solos pobres e as tornamos férteis", declarou à Efe o presidente da Embrapa, Mauricio Lopes.
Para Lopes, o "grande desafio" do campo brasileiro é adaptar a agricultura a um "contexto de mudança climática" e às limitações do novo código ambiental, "que não permite abrir novas zonas de cultivo".

Comentários

Postagens mais visitadas