Nem tudo está perdido "NEZTEPAIZ", ainda há juízes em Brasília...,


MENSALÃO: ao condenar por corrupção ativa os outrora poderosos Dirceu, Genoino e Delúbio, Joaquim Barbosa entra para a história e lava a alma dos brasileiros de bem

Com seu voto de hoje, ministro Joaquim Barbosa entra para a história (Foto: Nelson Jr. / STF)
Com seu voto de hoje, ministro Joaquim Barbosa entra para a história (Foto: Nelson Jr. / STF)
Amigas e amigos do blog, independentemente do que ocorra no restante do julgamento do escândalo do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal, o ministro relator do processo, Joaquim Barbosa, no Supremo desde 2003, acaba de entrar para a história da República.
Foi o relator de um processo que, pela primeira vez, condenou, por corrupção ativa, dois políticos de alta catadura e graúda condição: o ex-todo-poderoso chefe da Casa Civil do lulalato, José Dirceu, que pretendia chegar um dia à Presidência da República, e 0 ex-deputado e ex-presidente do PT, o partido do governo, José Genoino, também ex-candidato muito bem votado a governador de São Paulo em 2006.
Nunca, nos quase 123 anos de história do regime proclamado em novembro de 1889, figuras que foram chave no exercício do poder estiveram, como estão Dirceu e Genoino — além de Delúbio Soares, integrante algo apagado do PT, mas fundamental para a bandalheira do mensalão –, tão próximos das grades de uma cadeia.
A coragem, a tenacidade e o trabalho árduo, quase desumano, do ministro Joaquim Barbosa, recuperam a imagem dos homens públicos no Brasil e dão esperanças, aos brasileiros decentes, de que a violação da lei ”neztepaiz” por parte dos que muito podem não continue a ser como sempre, vergonhosamente, foi: impune.

Comentários

Postagens mais visitadas