Cobra comendo cobra ou rato comendo rato...,


A turma de Garotinho também foi financiada pela Delta. E daí? Isso melhora a situação de Cabral?

Publiquei aqui anteontem um texto intitulado “Garotinho e o estrago na imagem de Sérgio Cabral e do governo do Rio. Ou: Mais considerações sobre as fontes e suas intenções”.  Escrevi ali:
“Garotinho não chega a ser exatamente uma figura, serei bem genérico, acima de qualquer polêmica, não é mesmo? Ninguém teria dúvida em acusar que está usando as imagens que provam a perniciosa intimidade entre Sérgio Cabral e Fernando Cavendish de olho nas eleições deste 2012, de 2014, 2016, 2018… Está, em suma, fazendo política. Ou terá ele, agora, como costumo brincar nesses casos, virado professor de Educação Moral e Cívica e referência de ética na política?
Mas se pergunta igualmente: foi ele que produziu as imagens? Acho que não! Foi ele que “armou” para Cavendish, Cabral e a cúpula do governo fluminense se entregarem ao “desregramento sistemático dos sentidos” - para citar o poeta francês Rimbaud em homenagem às folias parisienses da turma? Também não!
(…)
A qualidade da “fonte” muda a importância da informação?”
VolteiAntevia o óbvio: sem poder negar a eloquência das imagens, que chegam a apelar ao ridículo, a turma de Sérgio Cabral partiria para a desqualificação da origem das informações que complica o governador. Pronto! Já está na praça com estardalhaço: a Delta também financiou a turma de Garotinho. A informação nhem é nova. E por que não financiaria?
Cabral aprendeu depressa o norte (a)moral do PT. Antes de esse partido chegar ao poder, a máxima de seus militantes era esta: “Todo mundo é indecente, menos a gente”. No poder, com a ajuda de Marilena Chaui e alguns outros acadêmicos, construiu-se uma outra máxima: “A gente não é decente, mas ninguém é!” E qual seria o diferencial dos petistas, então? Ora, eles argumentam que sua indecência se manifesta sempre como uma reação aos adversários e a favor do povo.
Cabral está tentando desqualificar o seu acusador — o que era até desnecessário porque a imprensa jamais se negou a mostrar quem era e quem é Garotinho. Isso muda o que vai naquelas fotografias e naqueles vídeos? Digamos que a promiscuidade da turma do ex-governador com a Delta tenha sido ainda pior… Isso melhora a situação de Sérgio Cabral?
Por Reinaldo Azevedo

Comentários

Postagens mais visitadas